Somos Editora

Categorias



Autores

clarindo

Clarindo dos Santos

Aeronáutica

nelson

Nelson de Souza Taveira

Aeronáutica

Miguel

Miguel von Behr

Biomas

imprensa

Neide Pereira Pinto

Infantojuvenil

cabral

Luiz Fernando Cabral

Aeronáutica

maceioka

Fernanda Britto

Meio Ambiente

sergio

Kibo

Quadrinhos - Vida de Cachorro

Faro

Irenio de Faro

História e Cultura



Blog

Autores & Convidados

Faro

A MULHER NA AVIAÇÃO – Capítulo IV

Irenio de Faro

A mulher também se destacou na Aviação. Como as aviadoras cujos miniperfis estamos focalizando na Série IV deste seriado: Jacqueline Auriol (França), Thea Rasche (Alemanha).

JACQUELINE AURIOL - França

Jacqueline Auriol ( 5 novembro de  1917 — 11 de fevereiro de 2000) (foto) foi uma aviadora francesa  que se especializou  em ensaios em voo.

Em 1951, aos 34 anos, começou a trabalhar como piloto de provas.  Dois anos depois, pilotando um caça Mystère II, Jacqueline rompeu a barreira do som.

Por mais de  vinte anos, ela não parou de bater recordes de velocidade, e isso lhe valeu o título de ‘a mulher mais rápida do mundo’. Um de seus recordes foi, em 1963, atingir  a velocidade de 2.038 quilômetros por hora a bordo de um caça Mirage.

Jacqueline Marie-Thérèse Suzanne Douet  nascida  em ChallansVendée, na França, filha de um abastado construtor de navios, formou-se na Universidade de Nantes e em seguida estudou Belas Artes na École du Louvre, em Paris.

Em 1938 casou-se com Paul Auriol, filho de Vincent Auriol,  futuro presidente da França e durante a II Guerra Mundial trabalhou a serviço da Resistência  contra a ocupação alemã.

Jacqueline tomou aulas de pilotagem aérea  em 1946, brevetou-se em 1948 e passou a se dedicar a exibições e  testes em voo.

Para seu infortúnio, sofreu um sério acidente aéreo,  em 1949, como passageira, fraturando vários ossos do rosto, em decorrência do que passou quase três anos hospitalizada para reconstrução óssea, submetendo-se a 33 cirurgias.

A fim de passar o tempo, estudou Álgebra, Trigonometria e Aerodinâmica, matérias essenciais para obtenção de uma licença avançada de voo, conquistada finalmente em 1950, sendo a primeira mulher, no mundo, licenciada  em  ensaios em voo.

Foi também a primeira mulher a romper a barreira do som e a estabelecer, entre as décadas de 1950 e 1960, cinco recordes mundiais de velocidade.

Durante vinte anos a serviço da Aviação, Jacqueline Auriol  totalizou 5.000 horas de voo, 2.000 das quais em testes e ensaios em mais de 140 diferentes aviões e helicópteros tais como Mystère II e IV, Super-Mystère B-2, Mirage III, Vautour, Breguet Alizé, Gerfaut II, Caravelle e Concorde.

Sua paixão pelo voo foi exposta  numa autobiografia intitulada I Live to Fly (Vivo para Voar), publicada em Francês e Inglês.

Jacqueline e o marido se divorciaram em 1967, se recasaram em 1987 e juntos tiveram dois filhos.  Em 1983 participou, como fundadora da Académie de l’Air et de l’Espace.

Jacqueline Auriol faleceu em  11 de fevereiro de 2000, de causas desconhecidas, com a idade de 82 anos.

Em 22 de junho de 1962, Jacqueline Auriol estabeleceu seu quinto recorde mundial de velocidade no ar.  Pilotando um Mirage IIIC, em  Istres (França) e voando a uma altitude de  37. 000 pés (11.2776 m), Jacqueline Auriol cobriu mais de  63 miles (101 km) em 3 minutes e 23 segundos,  registrando uma velocidade  de 1149.65 mph  (513.939536 m / s). A aviadora francesa foi uma das poucas mulheres a piloltar o supersônico comercial Concorde.

Fotos acima de Jacqueline Auriol preparando-se para voar.

Jacqueline Auriol foi a primeira mulher, no mundo, a receber certificado de piloto de ensaios em voo. Jacqueline pilotou também helicópteros.  A convite do fabricante americano Bell, a aviadora francesa tomou aulas em Fort Worth, no Estado do Texas, EUA.

Jacqueline Auriol, no centro,  é homenageada em 11 de maio de 1951 após bater recorde de velocidade num jato Vampire (818,1 km/h).

I  Live to Fly (Vivo para Voar), autobiografia. Livro editado em 1970 por E.P. Dutton & Co -  Nova  York (EUA).

THEA RASCHE - Alemanha

Thea Rasche (Unna, 12 agosto 1889 – Essen, 25 fevereiro 1971) (foto) foi um misto de jornalista e aviadora, na verdade a mais famosa aeronauta alemã de todos os tempos.

Após conquistar sua licença de pilotagem, em 1925, Thea passou a fazer exibições de acrobacias aéreas, granjeando prestígio imediato.  Seu primeiro instrutor foi Paul Baumer, de Hamburgo, que lhe ensinou os truques e segredos do gênero.

Segundo a mídia impressa da época, Thea se apresentou várias vezes com os celebrados pilotos Udel e Fieseler, executando sensacionais números de grande arrojo.  No Grande Festival Aeronáutico de Berlim, em 1926, foi a única mulher presente, num grupo de 35 pilotos.

Em1927, no Torneio Anual de Essen/Mulheim, para acrobatas aéreos de ambos os sexos, ganhou o primeiro lugar entre as mulheres e o segundo, no geral, razão pela qual foi convidada a se exibir em Paris.

Os maiores triunfos de Thea ocorreram fora da Alemanha, notadamente nos Estados Unidos, em cinco oportunidades entre os anos de 1927 e 1928.  Num destes certames, pilotando uma aeronave Gipsy Moth, no chamado Derby Aéreo Feminino, através do País, voou cerca de 5.200 km entre Los Angeles e Cleveland.

Consta também que, numa de suas façanhas, teria voado por baixo da Ponte do Brooklyn, em Nova York.

A aviadora faleceu na Alemanha, em 25 de fevereiro de 1971 com 82 anos.

Thea (E) em companhia das também aviadoras Lisel Bach e  Elly Beinhorn, em 1932.

Uma de duas aeronaves Udet U-12 Flamingo adquiridas por Thea , a primeira em 1925.

Fontes:

  1. ^ Martin, Douglas (February 17, 2000). “Jacqueline Auriol, Top French Test Pilot, 82″The New York Times.
  2. ^ Trenner, Patricia (March 1, 2003). “10 Great Pilots”Air & Space Magazine (Smithsonian Institution).
  3. ^ “ORDRE NATIONAL DU MERITE Décret du 14 mai 1997 portant promotion et nomination”JORF 1997 (112): 7299. 1997-05-15. PREX9700000D. Retrieved 2009-04-05.
  4. ^ Gathering of Eagles Program
  5. ^ “FR043.03″Universal Postal Union. Retrieved 2011-01-21.

___________________________________________________________

Conheça a nossa linha de literatura infantil aqui!






Uma resposta para “A MULHER NA AVIAÇÃO – Capítulo IV”

  1. [...] Mulheres na Aviação: Capitulo I, II, III e IV [...]

Deixe uma resposta


+ 2 = 3



Somos Editora | Av. Dr. Adhemar de Barros, 1817 | São José dos Campos | SP | Fones: 12 3322-9113 / 3322-9114 | email: contato@somoseditora.com.br